Organizadoras: Cassandra Pontes, Graça Reis & Sulamita Inacio Freire

ISBN - impresso: 978-65-87168-08-1

Páginas: 264p.

Tamanho: 14x21cm

Acabamento: Brochura

Ano de lançamento: 2021

Edição: 1ª

 

 

"Diante de uma pandemia que, no início de setembro de 2021, ultrapassou 4,5 milhões de mortes no mundo e 580 mil no Brasil, vivemos nossos medos, dores, lutos, tristezas. Reorganizamos nossa forma de trabalhar; distintos espaços de nossas casas passaram a compor as interações pedagógicas e administrativas cotidianas. O espaço privado foi reconfigurado como se fosse público. Imersos em contradições, buscamos estar juntos. Fomos resistência. Neste livro, docentes e técnicas servidoras do Colégio de Aplicação da UFRJ tecem com sensibilidade, poesia e afeto, práticas coletivas de solidariedade, criatividade e responsabilidade com a educação pública, conferindo um sentido humano, político e pedagógico à escola em (e na) rede. As relações sociais que fazem o cotidiano da escola, em um contexto em que a vida parece em suspensão, conformam uma escola necessária, de acolhimento e alteridade. O livro coloca em circulação vozes potentes de mulheres educadoras que reafirmam a função social da escola pública, gratuita, laica e de qualidade socialmente referenciada. Registra, assim, um dos momentos mais sensíveis que vivemos na história do CAp-UFRJ. O caminho traçado neste livro se fez caminhando, com muitas perguntas respondidas por outras perguntas, a partir da experiência do vivido e da forma como fomos/somos afetadas por essa experiência e de como podemos afetar o outro, reafirmando a vida e a humanidade. Uma brisa, um respirar, sopro de ar, que nos ajuda a manter o esperançar freiriano."
– Cris Miranda - professora e vice-diretora do CAp/UFRJ.

o colégio de aplicação da ufrj diante do inédito

SKU: cap-ufrj0,495
R$ 66,00 Preço normal
R$ 33,00Preço promocional